Categorias
Histórias & Fábulas

O ermitão e os animais selvagens

Era uma vez um eremitão que vivia entre verdes colinas. Era puro de espírito e branco de coração.

E todos os animais da terra e todas as aves do ar vinham ter com ele, aos pares, e ele falava-lhes. Ouviam-no alegremente, agrupavam-se junto dele, e não se iam embora até cair a noite, quando ele se despedia entregando-os com a sua bênção ao vento e aos bosques.

Uma tarde, enquanto o eremitão falava de amor, um leopardo levantou a cabeça e perguntou:
— Tu, que nos falas de amor, meu senhor, diz-nos onde está a tua companheira?

O eremitão respondeu:
— Não tenho companheira.

Então um grito de surpresa se elevou do grupo de feras e aves que começaram a dizer entre si:
— Como pode falar-nos de amor e companheirismo, quando ele não sabe nada disso?

E, com tranquilo desdém, deixaram-no sozinho.

Naquela noite o eremitão deitou-se na sua esteira, com o rosto por terra e, batendo com as mãos no peito, chorou amargamente.

Khalil Gibran in “O Profeta”